do amor e das coisas pequenas

Ontem que te vi tateando móveis, procurando um caminho no escuro da sala que não conhecia - ainda.
Ontem você corria apressado e sem guarda-chuva na madrugada molhando aquela sua camisa xadrez vermelha e o jeans.
E até ontem era eu que pensava sobre tudo que nunca tinha tido e o que não conhecia.
Mas ontem já faz muito tempo e hoje eu sou grata por te ter aqui, por sentir como se meu lugar não fosse outro que não do lado teu.

Postagens mais visitadas deste blog

Eu preciso de...

Sobre o amor libertário

Pausa pro café